Biapó realiza Festival Música no Forte

A programação musical começou no dia 19 de maio com o duo de violino e violão de Alessandro Borgomanero e Eduardo Meirinhos

A Construtora Biapó, mais uma vez, encontrou uma forma criativa de envolver a comunidade na valorização do patrimônio histórico. Há cerca de dois meses, a Fortaleza Nossa Senhora dos Remédios, localizada em Fernando de Noronha, está sendo restaurada simultaneamente à realização do Festival Música no Forte, de iniciativa da própria empresa, que também está promovendo a visitação e o acompanhamento do trabalho de restauro por meio de eventos artísticos.

A programação musical começou no último 19 de maio, com um duo de violino e violão de Alessandro Borgomanero e Eduardo Meirinhos, que apresentaram um repertório de músicas como as “Bachianas Brasileiras nº 5”, de Heitor Villa-Lobos, e “Carinhoso”, de Pixinguinha. O projeto também prevê a exibição de filmes e oficinas artísticas.

O Forte Nossa Senhora dos Remédios foi construído pelos portugueses ainda em 1737. A edificação foi tombada pelo então Instituto da Secretaria do Patrimônio Artístico e Nacional (ISPHN), em agosto de 1961, que depois passou a se chamar Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Programação

16/06 – Camerata Acadêmica da UFAL Orquestra de Cordas com Sax e Violino – solista Kleber Dessoles, sax solista Alessandro Borgomanero, violino solista Lilian Pereira (Direção)

07/07 – Quinteto Pernambucano de Cordas e Percussão Musical Armorial Nordestina para instrumentos de cordas e percussão

18/08 – Paraíba Jazz – violino, violão, bateria soul – Blues e Jazz

15/09 – Grupo de Violoncelos “Presgrave Ensemble” – Fabio Presgrave (Direção e violoncelo) – Música Erudita e Popular para um grupo de 8 violoncelos, de Bach a Villa Lobos

20/10 – “Metais do Cerrado” – Quinteto de Metais de Goiás (2 trompetes, trompa, trombone e tuba) do Erudito ao Popular

17/11 – “Isaac Violin Live” – Willian Isaac (violino elétrico) – Pop Music e Rock

08/12 – Júlio Lemos “O Violão Popular Brasileiro” – Samba, Chorinho, Bossa Nova, Tango