HISTÓRIA

Preservar a arte, a cultura e a história é fundamental para a manutenção da identidade cultural de um povo. A conservação de bens culturais e históricos possibilita o contato das novas gerações com o que foi produzido por seus antepassados, promove o autoconhecimento e mantém viva a memória dos modos de fazer e pensar de uma sociedade. Foi esse pensamento que levou a Construtora Biapó a especializar-se em restauro patrimonial. Inspirado na cultura indígena tupi, Biapó significa o produto do trabalho, a obra, o artefato.

Fundada em 1989, em Goiânia, Goiás,  onde está sediada, a Construtora Biapó iniciou sua trajetória no restauro em 1994, quando foi convidada a restaurar o Museu de Arte Sacra da Boa Morte, na Cidade de Goiás, antiga capital do Estado. Nesta obra a construtora realizou seus primeiros trabalhos de restauração artística.

A partir de então, a Biapó seguiu um período de grande atividade na área de restauração na Cidade de Goiás, Pirenópolis, Pilar e outras cidades do interior do Estado. A empresa começou a operar e se solidificar em outros estados brasileiros por meio de licitações e projetos, acompanhando os trabalhos feitos pelo IPHAN, Órgão de Patrimônios Estaduais, Programa Monumenta e algumas iniciativas das prefeituras municipais. A primeira obra fora do estado de Goiás foi em Natividade, no Tocantins, onde restaurou a Igreja de São Benedito. Mais tarde, em Belo Horizonte, restaurou a Igreja de São Francisco na Pampulha, obra emblemática do modernismo brasileiro, com arquitetura assinada por Oscar Niemeyer e painéis de azulejo de Cândido Portinari. Logo em seguida surgiu a restauração no Santuário Bom Jesus de Matosinhos, Congonhas (MG), referência em patrimônio histórico do País, obra contratada pela Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura – UNESCO . De Minas Gerais abriram-se os horizontes para outros Estados, como Rio de Janeiro, São Paulo e Amazonas. E assim tem sido feito este gratificante passeio pelo Brasil em que a história de importantes monumentos vem sendo preservada.

Atualmente a Biapó emprega centenas de profissionais, entre operários, engenheiros, arquitetos, administradores e outros técnicos. A preocupação com o ser humano e com a história estão presentes não só nos valores da empresa, mas no dia-a-dia de toda a equipe.

MISSÃO : Somos uma empresa de restauração de patrimônios históricos que, através de seus valores, busca a qualidade nos seus trabalhos e a realização de seus parceiros.